segunda-feira, 22 de setembro de 2014

HGCA: Jovem é baleado em assalto no Oyama de Figueiredo

O jovem Washington Martins da Silva, de 18 anos, foi baleado na noite de ontem (21) no povoado de Alecrim Miúdo, distrito da Matinha, em Feira de Santana.

Socorrido para o hospital Geral Clériston Andrade, Washington informou que foi assaltado e baleado nas costas por três homens não identificados. Não há informações sobre a autoria da tentativa de morte

Washington mora no Conjunto Oyama de Figueiredo, região do bairro Gabriela.

Outra ocorrência

Guilherme Breno Costa de Andrade, de 19 anos, também foi baleado durante este domingo, em Feira de Santana.

A vítima mora no bairro Caseb e foi atingido por três tiros disparados por dois homens que fugiram em uma moto.

Blog Central de Policia, com informações de Kleiton Costa e Carlos Valadares.

Jovem comete suicídio em Feira de Santana

Um jovem cometeu suicídio na tarde de domingo (21) no bairro Olhos D'Água, em Feira de Santana.

Gesivaldo Lemos de Lima, 38 anos, que morava na rua Araújo Pinho, e foi encontrado segundo ocorrência policial,com um lençol enrolado no pescoço no quarto da residência.

A delegada plantonista, presidiu o levantamento cadavérico e autorizou a remoção do corpo para o Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Blog Central de Polícia, com informações de Denivaldo Costa.

domingo, 21 de setembro de 2014

Motorista morre carbonizado após colisão entre caminhões na BR-116 Sul

Um grave acidente na tarde deste domingo (21) deixou uma vítima fatal na BR-116 Sul, em Feira de Santana, na altura do Km 433, próximo ao posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF).
O acidente envolveu um caminhão Mercedes-Benz/Atron 2324, placa QKO-3770/Itabaiana-Se, carregado de batatas e outro caminhão da empresa Farrapos Log Transporte e Logística, que transportava uma carga de sandálias.
Devido a força do impacto, frontal, a cabine do caminhão da transportadora incendiou. O motorista, que ficou preso às ferragens, foi carbonizado. Não há informações sobre o estado de saúde do condutor do outro veículo envolvido no acidente. 

Equipes da PRF, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), Corpo de Bombeiros e Via Bahia estiveram no local.

As informações e fotos são da Folha do Estado e Gilson Ferreira.

Secretaria Municipal Saúde registra 396 vítimas de violência doméstica em Feira de Santana

De janeiro até meados de setembro deste ano, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) notificou 396 pessoas que deram entrada nas unidades de saúde de Feira de Santana vítimas da violência doméstica. Foram de ambos os sexos e em diferentes faixas etárias – crianças, adolescentes, adultos e idosos.

Apresentaram sinais de violência física (265 mulheres e 87 homens), psicológica (128 mulheres e quatro homens), sexual (53 mulheres e três homens) e tortura (22 mulheres e um homem). Outras foram relacionados às questões financeira/econômica (oito mulheres e nenhum homem) e negligência/abandono (duas mulheres e nenhum homem).

O mesmo paciente pode ser enquadrado em mais de um tipo. Os dados epidemiológicos estão armazenados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) da SMS, uma vez que, a violência doméstica é considerada um agravo pelo Ministério da Saúde.
A técnica do Sinan, Waldenize Lima, observa que a maioria das ocorrências prevalece entre em pessoas do sexo feminino, sobretudo, entre os 20 a 39 anos de idade, com 161 casos. Nos homens com faixa etária entre os dez a 19 anos foram registrados o maior número de notificações, sendo 65 casos.

Ainda conforme os dados apresentados, 257 pacientes deram entrada no Hospital Geral Clériston Andrade, 95 foram atendidos em um dos Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e dez no Programa Municipal de Prevenção a DST/HIV/aids. As policlínicas do Tomba, Rua Nova, Parque Ipê, Feira X e George Américo também receberam pessoas com relatos de violência.

Todas elas receberam o atendimento clínico e, conforme a situação de cada uma foi encaminhada para o Ministério Público, Centro de Referência Municipal Maria Quitéria (CRMQ), Cras (Centro de Referência de Assistência Social), Creas, IML (Instituto Médico Legal), Conselho Tutelar, Vara da Infância e da Juventude, Delegacia da Mulher, Casa Abrigo e Programa Sentinela.

“O profissional de saúde ao realizar o atendimento no paciente, independente da queixa apresentada, deve ficar atento também se o mesmo apresenta algum sinal de agressão física ou psicológica”, afirma a enfermeira referência da Viep (Divisão de Vigilância Epidemiológica), Tayane Macêdo. São eles que farão os encaminhamentos necessários.

Fonte: Secom.

Falta de convênio impede regulação de ciclomotores em Feira

Conhecidas pelo baixo custo e a facilidade na direção, os ciclomotores de duas rodas, com até 50 cc, conhecidos popularmente como “cinquentinhas”, se multiplicam por Feira de Santana. Não é difícil ver um veículo como este nas ruas da cidade. Mais fácil ainda é perceber abusos, como não uso do capacete.

Muitas vezes utilizadas em assaltos ou fugas, e até conduzidos por menores de idade, o licenciamento desses ciclomotores não é obrigatório em Feira, tanto que as cinquentinhas transitam sem placa. Mas segundo o artigo 24 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), é responsabilidade das entidades de trânsito do município “registrar e licenciar ciclomotores, veículos de tração e propulsão humana e de tração animal, fiscalizando, autuando, aplicando penalidades e arrecadando multas decorrentes de infrações”.

Tanto é que em municípios em que não há esta regulação, é proibido fazer apreensões ou impedir a circulação dos ciclomotores sem placa, como diz o artigo 129 do CTB. Ainda segundo a resolução nº 50/98, é necessária a Autorização para Conduzir Ciclomotores (ACC) ou CNH categoria A. Na Bahia, o exemplo mais recente é a cidade de Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo, onde os vereadores aprovaram no dia 4 de agosto deste ano, lei municipal que dispõe sobre o licenciamento de ciclomotores.

Neste caso, fica determinada a obrigação do registro e do licenciamento das “cinquentinhas”, além do emplacamento e do uso obrigatório de capacete para os condutores dos veículos. A peça legislativa determina que os veículos tenham registro na Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), além de fiscalização pela Prefeitura, Polícia Militar e o Ministério Público.

Em Feira de Santana, o coordenador da 3ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), Sílvio Dias, explicou o motivo de até o momento, não existir esta obrigatoriedade em Feira. “Estamos aguardando a Prefeitura fazer um convênio conosco para começar a fazer o emplacamento os veículos. Até o momento a Prefeitura não se manifestou”, disse. Para o coordenador, o convênio serviria para elencar as responsabilidades de cada órgão.

Em Feira de Santana, não existe semelhante a cidade de Santo Antônio de Jesus. Em contato com a Secretaria Municipal de Transporte e Transito a reportagem do FOLHA DO ESTADO não obteve retorno até a publicação desta reportagem. 


Ônibus é assaltado por cinco bandidos na BR 116 Sul

Cinco homens armados assaltaram um ônibus intermunicipal, por volta das 3h da madrugada deste domingo (21) na BR 116 sul, no trecho do município de Santo Estévão.

O ônibus, da empresa Rápido Federal, fazia a linha Seabra-Salvador, e foi abordados pelos bandidos na localidade conhecida como Paiaiá, em Santo Estévão.

Vinte pessoas foram saqueadas e perderam dinheiro e pertences pessoais. As vítimas prestaram queixa no Complexo de Delegacias do bairro Sobradinho, em Feira de Santana, e seguiram viagem. Não há informações sobre o paradeiro dos assaltantes.

Kleiton Costa, com informações do radialista Gilson Ferreira.

Incêndio no semáforo foi criminoso

No último domingo, 14, a sinaleira no cruzamento entre as avenidas Senhor dos Passos e Getúlio Vargas pegou fogo. De acordo com averiguação da Superintendência Municipal de Trânsito, o incêndio foi criminoso.

Os técnicos chegaram no local, e ao ouvir as testemunhas, foi constatado que um "guardador de carros", que sofre de transtornos mentais, teria usado restos de fogos de artifício – que tinha acabado de serem utilizados na celebração da Igreja – para colocar fogo no equipamento de trânsito.

Após o fato, os técnicos ficaram no local até as 2h da madrugada realizando os reparos necessários. Na manhã da segunda-feira, 22, os semáforos estavam em pleno funcionamento, sem prejuízos para a população.

Segundo o superintendente de Trânsito, Francisco Junior, afirmou que as investigações não irão continuar por conta dos problemas mentais do acusado.

Relembre o caso

http://centraldepoliciafsa.blogspot.com.br/2014/09/sinaleira-pega-fogo-no-centro-de-feira.html

Blog Central de Polícia, com informações da Secom.