terça-feira, 26 de agosto de 2014

Corregedor determina transferência de menores infratores para Feira; áudio expõe divergência na decisão

O corregedor-geral do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), Olegário Monção Caldas, determinou a transferência de menores infratores de uma unidade da Comunidade de Atendimento Socioeducativo (Case) de Salvador para outra do mesmo programa, o Case Melo Matos de Feira de Santana. O processo será feito por regulação da Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac). Publicado no Diário da Justiça desta segunda-feira (25), a decisão atende um pleito da até então diretora geral da Fundac, a assistente social Ariselma Pereira, empossada na sexta-feira (22) como secretária estadual de Justiça Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH).

Segundo o documento, Ariselma cobra a transferência dos menores ao alegar que a unidade da capital conta com excesso de "174 adolescentes" – além de receber jovens de todas as partes do estado – e as duas unidades de Feira (além da Melo Matos existe a Zilda Arns) estariam "funcionando abaixo da sua capacidade". A determinação de Monção Caldas se dirige à Comarca de Feira de Santana, especificamente ao titular da Vara da Infância e Juventude e de Medidas Sócio-Educativas, o Juiz de Direito Waldir Viana Ribeiro Júnior.
Um áudio enviado por uma fonte ao Bahia Notícias – que circula em redes sociais e identificado pela fonte como dos magistrados - expõe o problema da regulação nas unidades. 

No diálogo, Monção Caldas comenta o caso com o juiz de Feira e fala da necessidade indicada por Mariselma, enquanto o magistrado feirense afirma que há problemas na Melo Matos, identificados, segundo o Ribeiro Júnior, pela Vigilância Sanitária.

Ainda na gravação, Waldir Viana diz que pode concordar com uma suposta interdição da Melo Matos em acordo com promotores do Ministério Público e da Defensoria Pública de Feira. Procurados pelo BN, desembargador e juiz preferiram não se manifestar sobre o material.


As informações são do Bahia Notícias.

Polícia registra assassinato no Feira IV

Um jovem foi assassinado com tiros na cabeça, por volta das 10 h desta terça-feira (26), na rua A no conjunto Feira IV, próximo a um pontilhão, em Feira de Santana.

A polícia não identificou a autoria, e nem a motivação do crime. A delegada Herundina Nunes da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), presidiu o levantamento cadavérico.
Segundo populares, a vítima de prenome Rodrigo era natural de Antônio Cardoso e morava com a mãe em há mais de um ano em Feira.

Blog Central de Policia, com informações de Marcos Valentim (Boca de Zero Nove).

Menino de 10 anos é baleado no olho por vizinho no distrito de Humildes

Uma criança de 10 anos ficou ferida após ser baleada em um distrito de Feira de Santana. O crime aconteceu nesta segunda-feira (25), no distrito de Humildes. Segundo o posto de Polícia Civil do Hospital Geral do Estado (HGE), o menino foi atingido por um disparo de arma de fogo no olho direito.
O autor do crime foi identificado como Eguinho, filho de uma vizinha da vítima. De acordo com a polícia, a intenção de Eguinho era de atirar em outra pessoa que estava na rua, mas o disparo acabou acertando a criança. 
O menino foi socorrido para um hospital da região, e transferido na tarde de ontem para o Hospital Geral do Estado (HGE), onde deu entrada às 15h. A criança segue internada na instituição, e o estado de saúde dele é acompanhado por um oftalmologista.
De acordo com a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), a criança poderá perder a visão em decorrência do atentado. 

Com informações do Correio.

Caso New Hit completa dois anos; banda chega ao fim e PM é demitido

No dia 26 de agosto de 2012, nove integrantes da banda de pagode New Hit foram presos sob a suspeita de estupro contra duas adolescentes de 16 anos em Ruy Barbosa, a 300 km de Salvador. Todos os integrantes da banda, acusados de participação no suposto estupro coletivo, estão aguardando sentença em liberdade.

Dois anos após a prisão, o processo criminal ainda não chegou ao fim, o grupo já não existe mais e as adolescentes não fazem mais parte do programa de proteção. Já o policial militar, que fazia segurança do grupo na época e é suspeito de ter sido conivente, foi demitido após responder a um Processo Administrativo Disciplinar (PAD), informou a Polícia Militar.
A audiência de instrução, processo no qual réus, supostas vítimas e testemunhas são ouvidas pela juíza que preside a ação penal juntamente com o promotor e os advogados, foi encerrada em 2013 . De acordo com a juíza Márcia Simões, que conduz o caso, a Justiça aguarda agora que o Centro de Defesa Criança e Adolescente da Bahia (Cedeca), que atua como assistente da acusação, apresente suas alegações finais, o que já foi feito pelo Ministério Público.

Em seguida, serão intimados os advogados dos réus para apresentarem também alegações finais. Depois da apresentação, o processo estará concluído para a sentença. Tanto defesa quanto acusação não sabem estimar quando o caso chegará ao fim.


As informações são do G1.


Feira: Operação conjunta entre as polícias resulta em apreensões de armas, drogas e cumprimento de mandados de prisão

Feira de Santana e região nos últimos dias foram alvos de uma megaoperação conjunta realizada pelas forças de segurança denominada ‘Operação Varredura e Operação Anjos da Guarda’, onde foram envolvidos, diariamente, mais de 150 agentes de segurança das polícias militar, civil e rodoviária federal e serviço de inteligência da Secretaria de Segurança Pública.
Intensificar as ações de combate a crimes contra as instituições financeiras, homicídios, tráfico de drogas, roubos e cumprimento de mandados de prisão, foram as principais metas da operação conjunta que agiu com rondas e abordagens, em vários pontos da cidade.
As ações contaram com o aparato tecnológico de uma aeronave do Grupamento Aéreo da PM e de uma Unidade Móvel do CICCM- Centro Integrado de Comando e Controle Móvel.

Balanço: no período de sete dias, as ações tiveram como resultado a apreensão de sete armas de fogo, uma arma branca (faca), 23 pessoas conduzidas à delegacia por porte ilegal de arma de fogo ou drogas, três mandados de prisão cumpridos, 10 pessoas presas em flagrante delito, além da recuperação de veículos furtados/roubados.
As abordagens foram realizadas em mais de 182 estabelecimentos, 69 transportes coletivos e 53 pontos de ônibus. Quatro veículos foram recuperados fruto de furto/roubo, 10 carros e 17 motos foram apreendidos por documentação irregular.
Planejamento: O Comando de Policiamento Regional Leste (CPRL) vem realizando, a quase 2 meses, a Operação Anjos da Guarda, o que possibilitou agregar à Operação Varredura, com as informações do serviço de Inteligência da PM.
“Já estávamos realizando a operação Anjos da Guarda, por uma determinação da Secretaria de Segurança Pública surgiu a Operação Varredura, onde através de reuniões percebemos a possibilidade de integrar ambas, já que o objetivo eram os mesmos. Tivemos bons resultados,”disse coronel Adelmário Xavier.

“Através de dados estatísticos levantados, com base em manchas criminais apontadas em diversas ocorrências policiais e as informações do serviço de inteligência da PM, permitiu traçar nossas áreas de atuação,” disse o tenente coronel Vanderval, da Coordenação de Planejamento do CPRL.
Para o policial Alheiros, inspetor do Núcleo de Operações Especiais da Policia Rodoviária Federal, a operação conjunta deve acontecer sempre. E alerta quanto à importância do patrulhamento aéreo:
“O quê não falta é elogios para essa operação conjunta. Gostaria que o trabalho integrado se tornasse uma constância entre os órgãos de segurança. Feira tem alguns territórios de difícil acesso, para facilitar a ocupação policial, sugiro que o patrulhamento aéreo seja sempre que possível executado na cidade,” pontuou.
Aparato tecnológico: através das informações captadas por áudio e imagens de forma integrada entre o helicóptero do GRAER e das viaturas no terreno, todas as estratégias para a incursão no terreno foram elaboradas e decididas a partir do Centro Móvel de Controle. Onde ao final são emitidos para a Secretaria de Segurança Pública os dados captados.

Efetivo: Estiveram envolvidos na operação conjunta, policiais do TOR – Pelotão Tático Ostensivo Rodoviário; da COE - Comando de Operações Especiais; Núcleo de Operações Especiais da PRF; Companhias Independentes de Policiamento Especializado (CIPE) - CIPE/Polo Industrial e CIPE/Litoral Norte-, Grupamento Aéreo da PMBA; CETO - Companhia de Emprego Tático Operacional; Companhias Independentes da: 20ª CIPM e 57ª CIPM, 64ª, 65ª, 66ª e 67ª CIPM, CPRL e agentes das Unidades de Missões Especiais.
O comandante do CPRL, coronel PM Adelmário Xavier, garante que a Operação Anjos da Guarda segue em dias e horários estratégicos na cidade.
 As informações e fotos são da Ascom/CPRL



Exclusivo: Indígena mata colega de trabalho, liga para polícia e confessa assassinato

Um colega de trabalho da construção civil matou com golpes de cavador na noite passada, (26), Roberto Miranda Pinto, 19 anos, que morava na rua José Domingos Servo, bairro Sim, em Feira de Santana.

De acordo com o delegado João Rodrigo Uzzum, o crime foi cometido por Euclides da Luz, 30 anos, com a utilização de um cavador, que atingiu a cabeça da vítima.
Após o fato, o acusado do crime ligou para polícia militar, e confessou o crime. Euclides esperou a chegada da PM no local do assassinato, e se entregou para as autoridades competentes.
O acusado do crime conhecido como “Indio”, contou que perdeu a cabeça após uma bebedeira, e matou o amigo. Ele ressaltou para a reportagem da rádio Subaé que sofreu um golpe de faca aplicado Roberto, e por isso reagiu.
Ele disse que faz parte da tribo Tibagí, no Paraná e veio trabalhar com a vítima como armador. O acusado do crime foi autuado em flagrante na Delegacia de Homicídios e Proteção (DHPP).

Blog Central de Polícia, com informações de Marcos Valentim e fotos do Boca de Zero Nove.

Homem morre atropelado na BR- 324

Na noite passada (25), uma pessoa foi atropelada na BR-324 na altura do KM 528, próximo ao distrito de Humildes, em Feira de Santana.

A vítima foi identificada como Ivo Pereira Lima, demais dados ignorados.
A delegada Joselita de Paula, plantonista da central de flagrante presidiu o levantamento cadavérico.
Patrulheiros Rodoviários Federais estiveram no local, a fim de auxiliar no trânsito da rodovia.

O corpo foi encaminhado para o Departamento de Policia Técnica (DPT) para ser necropsiado.
 Blog Central de Policia, com informações e fotos de Marcos Valentim (Boca de Zero Nove).